Parador de León

O Hostal de San Marcos é um dos hotéis monumentais mais extraordinários do velho continente. A sua construção, ao lado da ponte que atravessa o rio Bernesga, nos arredores de Leão, começou no século XVI com o objetivo de albergar a sede principal da Ordem Militar de Santiago no oeste do país. A obra foi financiada pelo rei Fernando o Católico. O belo hotel é um museu vivo de salões senhoriais, com um Claustro e uma Sala Capitular espetaculares, amplos e elegantes quartos, biblioteca e um magnífico restaurante que oferece uma cuidada gastronomia tradicional.

Na sua fachada lavrada, no claustro, na igreja e no magnífico cadeirado do coro trabalharam alguns dos arquitetos e escultores mais prestigiosos do país e da vizinha França. As suas grossas paredes encerram importantes episódios da nossa história, albergaram capítulos da Ordem, confinamentos ilustres como o de Quevedo, ou fases trágicas como a sua reconversão em campo de concentração durante a Guerra Civil Espanhola.

Ao longo de séculos, os frades atenderam os maltratados corpos dos peregrinos enquanto os cavaleiros da Ordem reconquistavam o território de Espanha continental aos árabes, com espada na mão, ao lombo dos seus corcéis. San Marcos, então, constituía uma cidade em miniatura, com jardins, hortas, armazéns, estábulos, adega, prisão e o seu próprio corpo de clérigos, médicos e serventes. 

O que opinam os Amigos

Retrato de 12727053
LUIS
29/11/2015
9

Incrível.